The Brazilian Daily Artist

The Brazilian Daily Artist

Monday, September 26, 2011

Paz entre Judeus e Árabes!


Quando tiraram esta foto, eu não imaginava que veria a presidente Dilma Rousseff, diante do comitê da ONU, muito menos defendendo o direito da Palestina tornar-se um Estado. Este quadro foi pintado para uma exposição intitulada 'Criação Feminina' , uma exposição sobre mulheres e seus poderes de criação e administração em todas as áreas como num lar ou à frente de uma nação e está exposto no restaurante Kabuki, em Pinheiros. Já no primeiro contato com o público causou polêmica, pois não queriam deixá-lo visível, uma obra que foi a melhor representação do poder da mulher, pois nunca antes tivemos uma mulher que chegasse a presidência de nosso país. Foi, para mim, uma excelente representação, visto a recém eleita Dilma Rousseff, uma mulher que com certeza, é um exemplo de representação de poder feminino. Ficou no evento...mas escondido.

Nesta foto, que foi antes da exposição no Kabuki, durante um encontro para entregar uma outra tela a uma cliente árabe, fiz questão de estar vestida a caráter, em sinal de respeito aos seus costumes, afinal a hospitalidade é uma marca do povo árabe, já dizia meu avô Isaac, descendente de judeus e mouros, que naturalizou-se em Portugal. Chá de damasco e hortelã, mamul...hummm...delícia!

Esta semana, a presidente Dilma, de uma única oportunidade, fez o mundo ver que certos protocolos estão sendo quebrados...é o mundo mudando o seu cenário.

Pela primeira vez uma mulher é Presidente no Brasil e pela primeira vez uma mulher preside o discurso de abertura da ONU. E defende o direito da Palestina ter voz ativa e ter um Estado. E representa a mulher inteligente, forte e  e capaz. Fico feliz quando minhas intuições mais uma vez mostram que não falham. É difícil governar. Não é fácil!

É difícil fazer o que se quer uma vez que se sobe o degrau da Presidência de qualquer país. Mas eu sempre tive uma boa intuição com ela. É inteligente, batalhadora e íntegra. E eu penso que alguém que chega lá tendo que 'conquistar no berro'. Chamam estes de rebeldes, geralmente. Rebelde para mim, nem sempre é vilão. Porque o "rebelde" não luta, guerreia, sofre, é preso (a), espancado (a) e humilhado(a) por nada...Ele (a) é porque tem um ideal de justiça e igualdade, mas ele(a) pensa. Ninguém guerreia contra aquilo que está dando certo.

Nem sempre a conotação é má. É por algo que é maior, é para ele(a) e é para alguém mais. É o espírito de Justiça e Igualdade que só quem tem sabe como grita dentro da gente. É para um povo. Ninguém luta por ninguém e sofre as consequências se não for alguém que tem de fato, boas intenções e deseja o melhor para a sua sociedade.Os que lutam ao contrário disto, não são os rebeldes. São os inimigos.

Deus permite os governos humanos.Serve para mostrar onde se erra e onde se acerta.Que o governo da presidente Dilma seja um governo de boas intenções e de bons feitos.Que seja a altura do que ela idealizou quando ainda não estava neste degrau.Foi o que ela mesma esperou quando lutou contra tudo o que oprime.

Que Deus observe os governos...pois Deus dá livre arbítrio, mas Ele odeia a repressão.

No comments: