The Brazilian Daily Artist

The Brazilian Daily Artist

Thursday, July 15, 2010

Para Helena


Esta semana, conversando com uma estudante de Comunicação que me pediu para sair num artigo de uma revista que estão criando, ela me perguntava sobre quem foi a responsável pelos meus primeiros experimentos com a arte, quem foi o meu (a minha) maior incentivador(a) e imediatamente me veio à memória, o rosto de uma das mulheres mais fortes, mais belas e inteligentes que já conheci.
O nome dela era Helena Costa de Sousa Breves, ou simplesmente, a minha avó. Esta mulher descendente de franceses que esperava um dia ir comigo à Paris e ver todas as exposições que houvessem para ver na ocasião.
Ela defendia que eu tinha que ter duas profissões, e eu tenho, mas que nunca deixasse de desenhar ou de pintar. E eu não deixei...eu gostaria que ela pudesse ter visto alguns dos passos que já sei nesta caminhada, singelos, porque não têm dependido de ninguém, só de Deus e de mim mesma, e deste enorme incentivo que ela me deixou.

1 comment:

Ren Azevedo said...

Luisa você poderia homenagear sua avó contando a história dela no site da familia Breves.http://www.brevescafe.cjb.net/

Abraço Sua Avó era uma boa crítica de artes pois você tem feito trabalhos dignos do incentivo dela.parabéns.